Blog

Entenda qual a diferença entre hipertrofia e hiperplasia
Todo mundo sabe que para ter um bom resultado na academia, como um shape de respeito, é necessário treinar pesado – afinal, “no pain no gain”!
18 Novembro 2019

Mas cada treino deve ser pensado e desenvolvido de acordo com as metas e objetivos pessoais, assim como a suplementação e dieta.
Por falar em objetivos, a grande maioria das pessoas que faz musculação tem a intenção comum de “ganhar músculo”. Para isso, elas solicitam um treino voltado para hipertrofia muscular.

No entanto, a hipertrofia pode não ser capaz de atender às suas pretensões, uma vez que ela causa um efeito específico no músculo. Então, se você não está conseguindo os resultados que deseja, talvez tenha de aliar a hipertrofia com outro tipo de processo: a hiperplasia!

É normal confundir os dois conceitos, levando em conta que eles acabam trazendo um resultado semelhante, mas a verdade é que são bem diferentes e, em conjunto, podem finalmente te guiar aos seus objetivos com qualidade.

Quer saber a diferença entre esses dois processos e entender melhor como eles funcionam? Veja a seguir!

Saiba a diferença entre hipertrofia e hiperplasia!

Antes de entender cada um dos conceitos, é necessário compreender que ambos estão relacionados ao crescimento do tecido do corpo, por isso há tanta confusão na hora da prática, deixando aquela dúvida de qual dos dois é o mais efetivo para aumentar visualmente o corpo.

O tecido muscular é formado por células denominadas miócitos, que compõem pequenas miofibrilas, que por sua vez formam fibras maiores – e, enfim, formam o tecido muscular. Ter em mente que a formação do tecido muscular depende dessas pequenas partículas é fundamental para compreender como funciona a hipertrofia e a hiperplasia.

Confira a seguir as características de cada um dos processos e como atuam:

O que é hipertrofia?

Com certeza você já está familiarizado com o termo “hipertrofia” e tem ideia de como ele funciona. Esse procedimento diz respeito ao aumento do tamanho e volume das células que constituem o músculo. Dessa forma, quando se faz um treino de hipertrofia, você não está ganhando músculo, apenas aumentando-os. Mas como acontece a hipertrofia?

Para que a hipertrofia aconteça, é necessário que a célula produza uma síntese proteica, considerando que os componentes da célula são formados por aminoácidos, que advém da proteína.

Essa síntese é estimulada principalmente por mecanismos de adaptação, e isso é algo que todos nós já conhecemos: treino pesado! Cada vez que o músculo recebe uma carga maior, ele tem de se adaptar a essas novas sobrecargas e, desse modo, ocasionam micro rupturas que precisam ser reparadas. A cada reparação ficam mais fortes.

Entende por que é necessário aumentar cada vez mais a intensidade dos treinos?

Aumentar a carga gradativamente vai manter um ritmo de crescimento dos músculos e assim alcançar a hipertrofia muscular. Normalmente, alguns hormônios específicos como testosterona e GH incentivam esse processo. Por isso é tão comum haver reposição hormonal para potencializar os resultados da musculação (Para saber mais sobre os anabolizantes, confira o post “Esteróides anabólicos: mitos e verdades”.

O que é hiperplasia?

A hiperplasia muscular é um processo totalmente diferente da hipertrofia. Em vez de aumentar o tamanho das células que já existem no músculo, ela aumenta o número de células. Nesse caso, as fibras recebem um corte longitudinal, sendo divididas linearmente em duas.

No entanto, ainda não há comprovação total de como a hiperplasia acontece, mas sabemos que não é um procedimento tão simples: ela só tem propensão a acontecer em músculos já treinados, afinal, eles precisam estar preparados para serem repartidos em dois. Hormônios como o GH e IGF-1 podem auxiliar nesse processo.

Resumindo, a hipertrofia diz respeito ao aumento do volume das células e a hiperplasia ao aumento do número de células. Não é possível afirmar qual dos dois é melhor, até porque ainda não existem estudos muito sólidos quanto à hiperplasia. O ideal é aliar os dois: criar novas células e aumentar o volume delas. Aí sim você vai crescer!

Se você leva a musculação a sério, é super importante manter um acompanhamento profissional durante os treinos, tanto um personal trainer quanto um nutricionista, para atingir os resultados esperados, seja por meio da hipertrofia ou hiperplasia.

E é claro que utilizar roupas para treinar faz toda diferença, pois elas dão flexibilidade e o conforto necessário para alcançar maior desempenho na academia.

Não deixe de conferir nosso site, e nossas redes sociais! ;)

Fonte: Bulking